O projeto Morar Bem tem o objetivo de trazer maior conforto para as famílias beneficiadas através do isolamento térmico de residências com infraestrutura precárias. Ao revestir as casas, o projeto contribui para a diminuição da incidência de doenças causadas pelo frio, vento e umidade e outras aflições respiratórias. Além disso, diminui a quantidade de insetos e outros animais dentro das casas e traz maior bem estar, tanto físico quanto emocional para as pessoas atendidas.

Uma das maiores vantagens do projeto é a simplicidade na construção da manta, uma vez conhecido o princípio de utilidade térmica de um material geralmente descartado pelo uso doméstico, o Tetra Pak, presente em embalagens “longa vida”. A seguir estão listadas as etapas de confecção e instalação da manta térmica em residências com telhado em amianto e sem laje, onde o fluxo de calor é maior durante as épocas mais quentes do ano.

Procedimentos


Antes de realizar a confecção da manta, é necessário conferir se todas as embalagens estão devidamente cortadas e limpas. O armazenamento das folhas de Tetra Pak por um periodo longo de tempo pode revelar resíduos de sujeira e, nesse caso, devem ser limpas novamente.

Escolhendo-se o método da costura das folhas, é necessário criar uma ordem para a união das mesmas. É preciso também conferir se as folhas a serem costuradas são do mesmo tamanho, a fim de simplificar a costura. Em uma situação em que a máquina de costura doméstica é de pequeno porte, recomenda-se a seguinte configuração:


As folhas são dispostas, lado a lado, costurando-se o menor lado. Assim, é possível passar uma das folhas pela parte interior entre a agulha e a máquina, evitando que a folha se entorte e a costura seja irregular. Recomenda-se que as folhas estejam sobrepostas em no mínimo 2cm. Ao terminar, verifique se as duas caixas se separam com facilidade, e se há irregularidades nos nós feitos pela máquina, indicando que as caixas não estão sendo costuradas corretamente

Após costuradas as duas primeiras folhas, selecione um dos dois lados não costurados e adicione a próxima folha, utilizando o mesmo método descrito na imagem anterior, e assim sucessivamente até atingir o comprimento desejado para a aplicação no local. Lembre-se de, ao calcular a quantidade necessária de caixas para preencher a área do cômodo, considerar um número maior de folhas, evitando que a manta fique muito curta no momento da instalação.


Uma vez costuradas todas as “fileiras”, é hora de costurá-las entre si. Nessa etapa, o manuseio da fileira é mais difícil, portanto, costure a uma velocidade em que seja possível controlar com facilidade o avanço da manta em uma trajetória reta. Após costuradas as primeiras fileiras, prossiga para o lado, sempre mantendo a fila que está sendo costurada na parte “de dentro”, entre a agulha e o resto da máquina.

Ao obter o tamanho desejado para a instalação da manta na parte superior (teto) realize a fixação no local desejado. Neste caso, é preciso encontrar pontos na estrutura de madeira que geralmente acompanha esse tipo de telhado, onde se possam fixar a manta de maneira segura. A fixação pode ser feita com a ajuda de um grampeador de madeira, ou até mesmo pregos pequenos.

⚠️ Segurança


Nunca realize a instalação próxima a áreas com fiação elétrica, interruptores e tomadas ou eletrodomésticos com saídas de calor (fogão, geladeiras). Por apresentar camadas de plástico e papel, evite o aquecimento da superfície da manta por meio dessas medidas. Havendo tomadas sem revestimento no local de aplicação, mantenha o corte da manta a aproximadamente 5 centímetros de distância das dimensões da mesma.