como armazenar embalagens tetra pak para doação

O projeto Morar Bem tem o objetivo de trazer maior conforto para as famílias beneficiadas através do isolamento térmico de residências com infraestrutura precárias. Ao revestir as casas, o projeto contribui para a diminuição da incidência de doenças causadas pelo frio, vento e umidade e outras aflições respiratórias. Além disso, diminui a quantidade de insetos e outros animais dentro das casas e traz maior bem estar, tanto físico quanto emocional para as pessoas atendidas.

Nesse tutorial, é ensinado como realizar a limpeza e o corte corretos para a reutilização eficiente do material.

Procedimentos


Primeiramente, recomenda-se retirar o excesso do conteúdo restante na embalagem, seja leite ou suco, enxaguando o interior com água. Isso deve ser feito antes do corte, pois reduz o risco de as camadas internas do material entrarem em contato com a água, reduzindo suas propriedades de impermeabilidade e resistência.

Existem algumas diferenças na forma como o Tetra Pak é embalado, variando entre o tipo de líquido contido ou da marca do produto. Para as embalagens que são dobradas em abas, utiliza-se a seguinte configuração:


Na parte inferior da caixa, após desdobrar as abas, corte através da linha que cola as laterais da embalagem. Isso ajuda a obter mais espaço de material, evitando o corte de todo o fundo.

O mesmo pode ser feito na parte superior da embalagem, exceto pela existência da tampa, que pode ser removida através de um corte retangular em seu entorno.


Algumas embalagens apresentam abas coladas no fundo. Nesse caso, não é interessante descolar as abas, pois geralmente as camadas do Tetra Pak se separam, comprometendo a integridade do material.

Nesse caso, deve-se cortar em todo o entorno do fundo, mantendo somente a parte superior e as seções laterais da embalagem.


Após cortar as partes superior e inferior da embalagem, corte-a em um dos cantos, deixando o material em formato de folha

As folhas podem ou não conter abas, e podem ser arranjadas na etapa de costura para que se consiga utilizar o maior número possível, em diferentes dimensões, a depender do tipo de caixa cortada.


Ao final, utilize um pano umedecido para limpar a manta. Utilize uma solução com detergente ou alvejante para remover os resíduos do líquido contido pela embalagem.

Por fim, reserve as folhas em local seco, preservando a integridade do material Tetra Pak.


como confeccionar mantas térmicas a partir de embalagens tetra pak

O projeto Morar Bem tem o objetivo de trazer maior conforto para as famílias beneficiadas através do isolamento térmico de residências com infraestrutura precárias. Ao revestir as casas, o projeto contribui para a diminuição da incidência de doenças causadas pelo frio, vento e umidade e outras aflições respiratórias. Além disso, diminui a quantidade de insetos e outros animais dentro das casas e traz maior bem estar, tanto físico quanto emocional para as pessoas atendidas.

Uma das maiores vantagens do projeto é a simplicidade na construção da manta, uma vez conhecido o princípio de utilidade térmica de um material geralmente descartado pelo uso doméstico, o Tetra Pak, presente em embalagens “longa vida”. A seguir estão listadas as etapas de confecção e instalação da manta térmica em residências com telhado em amianto e sem laje, onde o fluxo de calor é maior durante as épocas mais quentes do ano.

Procedimentos


Antes de realizar a confecção da manta, é necessário conferir se todas as embalagens estão devidamente cortadas e limpas. O armazenamento das folhas de Tetra Pak por um periodo longo de tempo pode revelar resíduos de sujeira e, nesse caso, devem ser limpas novamente.

Escolhendo-se o método da costura das folhas, é necessário criar uma ordem para a união das mesmas. É preciso também conferir se as folhas a serem costuradas são do mesmo tamanho, a fim de simplificar a costura. Em uma situação em que a máquina de costura doméstica é de pequeno porte, recomenda-se a seguinte configuração:


As folhas são dispostas, lado a lado, costurando-se o menor lado. Assim, é possível passar uma das folhas pela parte interior entre a agulha e a máquina, evitando que a folha se entorte e a costura seja irregular. Recomenda-se que as folhas estejam sobrepostas em no mínimo 2cm. Ao terminar, verifique se as duas caixas se separam com facilidade, e se há irregularidades nos nós feitos pela máquina, indicando que as caixas não estão sendo costuradas corretamente

Após costuradas as duas primeiras folhas, selecione um dos dois lados não costurados e adicione a próxima folha, utilizando o mesmo método descrito na imagem anterior, e assim sucessivamente até atingir o comprimento desejado para a aplicação no local. Lembre-se de, ao calcular a quantidade necessária de caixas para preencher a área do cômodo, considerar um número maior de folhas, evitando que a manta fique muito curta no momento da instalação.


Uma vez costuradas todas as “fileiras”, é hora de costurá-las entre si. Nessa etapa, o manuseio da fileira é mais difícil, portanto, costure a uma velocidade em que seja possível controlar com facilidade o avanço da manta em uma trajetória reta. Após costuradas as primeiras fileiras, prossiga para o lado, sempre mantendo a fila que está sendo costurada na parte “de dentro”, entre a agulha e o resto da máquina.

Ao obter o tamanho desejado para a instalação da manta na parte superior (teto) realize a fixação no local desejado. Neste caso, é preciso encontrar pontos na estrutura de madeira que geralmente acompanha esse tipo de telhado, onde se possam fixar a manta de maneira segura. A fixação pode ser feita com a ajuda de um grampeador de madeira, ou até mesmo pregos pequenos.

⚠️ Segurança


Nunca realize a instalação próxima a áreas com fiação elétrica, interruptores e tomadas ou eletrodomésticos com saídas de calor (fogão, geladeiras). Por apresentar camadas de plástico e papel, evite o aquecimento da superfície da manta por meio dessas medidas. Havendo tomadas sem revestimento no local de aplicação, mantenha o corte da manta a aproximadamente 5 centímetros de distância das dimensões da mesma.

quem somos

Engenheiros Sem Fronteiras (Engineers Without Borders) é uma organização internacional de solidariedade para engenharia e tecnologia. É constituído principalmente por grupos nacionais de engenheiros e estudantes de engenharia. Esses grupos trabalham em projetos de engenharia em todo o mundo para ajudar comunidades desfavorecidas. Os grupos do ESF foram estabelecidos independentemente em cada país e o grau de colaboração e desenvolvimento organizacional varia. Existem sessenta e cinco (65) organizações dos Engenheiros Sem Fronteiras em todo o mundo que fazem parte da rede.

A ONG Engenheiros Sem Fronteiras reúne engenheiros, estudantes e qualquer pessoa apaixonada por ajudar comunidades desfavorecidas a melhorar sua qualidade de vida. O projeto concentra-se na educação e na implementação de projetos de engenharia sustentável no nível de base. Nossos membros trabalham arduamente para garantir que as comunidades a que servem se beneficiem o máximo possível de cada projeto.